Poema- Inverdade: mentira é pecado?

Quem duvida se a mentira é pecado também acha que aprendeu a mentir e esquece que frases para mentira são compostas de palavras vazias.

Escrever verdades sobre as ilusões da mentira foi revelador, mas decidir que o parágrafo acima seria o primeiro de todos não foi tão divertido assim.

Alguns trechos do poema que você está prestes a ler me fizeram repensar minhas atitudes e meu ponto de vista em relação a diversas coisas.

Tomara que essas palavras também te façam refletir sobre temas importantes para você.

Boa leitura!

_________________ • • • _________________

Poema- Inverdade: mentira é pecado?

Altiva inverdade, não há nada tão falso como tu, doce mentira tecida com esmero e envolta em palavras vazias.

Requintada, ostentas uma velha coroa sem valor e sem alma, semelhante a lama de onde vieste.

Tens lugar cativo no lado obscuro da Terra, do sul ao norte, do leste ao oeste

Tu, que sussurra segredos nos ouvidos dos tolos que lhe dão atenção e constrói abrigos inúteis para tentar, em vão, esconder a verdade.

A mentira é maldita! A mentira é crime! Danosa, ela dança na ponta da língua disfarçada em sorrisos e falsa candura.

Gosta de alongar a trama, de nebular a realidade e com vaga experiência, manipula a história.

Se eu não soubesse quem és, acreditaria em ti sem pestanejar!

Grande mestra da enganação, astuta criadora de ilusões, aranha da teia do engano.

Farsa bruta em forma de promessa, inquieta, gosta do jogo de espelhos e manipula com ardiloso encanto.

Uma indireta para mentira

É um pecado, mas “eu te amo” pode ser a mentira mais desejada que um coração apaixonado quer ouvir.

De igual modo, um “vou embora” pode ser a verdade que habita esse mesmo coração traído e tapeado.

Na ironia de tua armadilha perversa, dona mentira, existe um aviso, uma lição a ser aprendida.

Todavia, é em ti que a verdade se eleva, e traz a clareza, sem engano, descoberta, vívida.

Quando te desmascaramos, despertamos a força da sinceridade.

Assim, vem à tona a própria essência da coragem, e livres de tua falsidade, (re)abraçamos tua maior inimiga, a verdade.

É certo cogitar que és inspiradora, leva a questionamentos, reflexões, evolução e ao sorrir? Por meio de ti a aurora é revelada?

A certeza é que se arrancamos tuas máscaras, não podes mais fazer o que amas: mentir.

Sim, mentira é pecado!

Por que sonhar com mentira, se agora a inconveniente busca pela verdade nos guiará?

Retira-te do caminho que precisamos seguir, rainha das ilusões.

Pois é certo que nas encruzilhadas da vida, sagazmente escolhemos a honestidade, sem mais nos iludir.

E essa, é a mais pura verdade!

}°{

/ \

_______________

_______________

Que bom que você chegou até aqui!

Não esqueça de deixar seu comentário ou sugestão, mas não escreva apenas “inverdades” 🙂

Para descontrair:

Livro as mentiras que os homens contam

“Quantas vezes você mente por dia? Calma, não precisa responder agora.

Também não é sempre que você conta uma mentira, só de vez em quando.

Na verdade, quando você mente, é porque precisa.

Tudo pelo bom convívio social, pela harmonia dentro de casa, para uma noite mais agradável com os amigos.”

Esse trecho foi extraído do livro As mentiras que os homens contam, de Luis Fernando Veríssimo, grande observador bem-humorado do cotidiano brasileiro.

É uma boa leitura para aprender a rir das mentiras que ouvimos diariamente.

Leia também o Poema- Perdoar liberta a alma e revela o poder do perdão.

Deixe um comentário